2023
set
01
Curso

Direito promove palestra sobre representatividade feminina

Na última quinta-feira, 31 de agosto, estudantes de Direito do Centro Universitário Católica do Tocantins (UniCatólica) se uniram em um encontro especial no auditório da instituição. A ocasião foi a Aula Inaugural do curso, cujo foco foi aprofundar o debate sobre “Mulheres, Direito e Representatividade”.

O evento foi conduzido por um grupo de mulheres que ocupam cargos públicos de liderança no sistema de Justiça no Tocantins, a Juíza de Direito do Tribunal de Justiça do Tocantins, Dra. Renata do Nascimento e Silva; a Procuradora de Justiça, Dra. Maria Cotinha Bezerra Pereira; e a pesquisadora em Direito Internacional Privado, Paullyne Rocha V. Figueiredo.

O objetivo foi proporcionar uma plataforma para discussões fundamentais sobre o papel das mulheres no campo do Direito e como elas podem atuar na busca por um sistema de justiça mais igualitário e representativo, conforme pontua o coordenador e professor Mestre Eric Migani. “A grande missão do evento foi conferir um olhar aos nossos acadêmicos e à comunidade externa presente, mostrando como a mulher foi historicamente oprimida e excluída não apenas no sistema de justiça, mas também em vários setores sociais. Foi um momento de fala, um momento de discussão”, enfatizou Eric.

A Procuradora de Justiça, Dra. Maria Cotinha Bezerra Pereira enfatizou a responsabilidade da justiça em relação às mulheres no âmbito do poder, destacando o artigo 3º da Constituição Federal, que estipula a necessidade de “construir uma sociedade livre, justa e solidária”, baseada na “promoção do bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

Durante o evento, também se abordou a participação das mulheres no contexto da pesquisa científica em Direito, conforme pontuou a pesquisadora em Direito Internacional Privado, Paullyne Rocha V. Figueiredo. “As mulheres tiveram e têm até hoje, muitas vezes, sua capacidade contributiva para a ciência questionada e diminuída. O nosso caminho é mais árduo, mas ele é percorrido por nós, pesquisadoras, com toda a força e resiliência. A pesquisa científica muda o mundo e nós fazemos parte disso”, finalizou a pesquisadora.

 

Experiência educativa para acadêmicos

Tânia Costa Moreira, atualmente no sexto período do curso, enfatizou que eventos como este ressaltam a importância de as mulheres almejarem posições de destaque na sociedade. “A luta por uma sociedade justa e igualitária é de todos e o conhecimento tem papel fundamental nesse processo. Desde já parabenizo a instituição pela iniciativa e agradeço a sensibilidade em entender que a nossa formação não se dá unicamente em sala de aula”, compartilhou Tânia.

Para o acadêmico do quinto período de Direito, Vinícius Vieira Cupim, a aula inaugural proporcionou conhecimentos jurídicos valiosos. “Fomos encorajados a combater o machismo arraigado nas diversas esferas sociais, a fim de consolidar o princípio constitucional da igualdade entre homens e mulheres. Por fim, resta-nos, enquanto estudantes desta casa, apenas gratidão e anseio por mais momentos como este”, frisou o estudante.

 

 

 

Publicado por Lorenna Costa

Notícias Recentes

22 abril 2024
UniCatólica participa de projeto promovido pelo MPTO
19 abril 2024
Egressa de Zootecnia trabalha em pesquisa nos EUA
18 abril 2024
Inscrições abertas para o Grupo de Intervenções Artísticas